André André e Filipa Vasconcelos decidem criopreservar as células estaminais do seu bebé

Escrito May 28, 2016
Categoria Testemunhos

André André e Filipa Vasconcelos decidem criopreservar as células estaminais do seu bebé

André André e Filipa Vasconcelos decidem criopreservar as células estaminais do seu bebé
 
Lisboa, 6 de abril de 2016
 
O jogador do FCP André André e a sua mulher, Filipa Vasconcelos, encontraram-se ontem no laboratório da Bebé Vida no Porto, para receber um kit de criopreservação de células estaminais do sangue e do tecido do cordão umbilical, que acompanhará o casal no momento do parto.
 
À espera do primeiro filho, o casal não esconde a emoção. Recorde-se que o anúncio oficial foi feito em direto para milhares de espetadores, no dia 4 de Novembro, quando o jogador do Futebol Clube do Porto festejou o golo que marcou frente Maccabi Tel Aviv, com a bola debaixo da camisola, anunciando a gravidez de Filipa Vasconcelos, sua esposa.
 
Numa época em que tudo é novidade e em que todas as escolhas são importantes para o futuro do bebé, André e Filipa revelam que não hesitaram na decisão de criopreservar as células estaminais do sangue e do tecido do cordão umbilical do seu bebé, assim que souberam das suas possibilidades terapêuticas. Numa conversa aberta e sincera com Silvia Martins, Administradora do Laboratório Bebé Vida, o casal percebeu que, “no campo da criopreservação, as potencialidades de utilização das células do sangue do cordão umbilical são inúmeras. Todos os dias a ciência desenvolve e encontra novas formas de aplicabilidade das células estaminais, encontrando novas possibilidades de utilização. É bom saber que podemos contar com esta possibilidade, esperando no entanto nunca ter de a utilizar”, refere o Jogador do Futebol Clube do Porto.
 
Nesta primeira experiência do casal, a escolha do laboratório foi um momento importante e de bastante reflexão, “pois trata-se de uma decisão muito importante”, comenta a professora de educação física. “Escolhemos o Laboratório Bebé Vida, pois para além de estar localizado aqui no Porto, muito perto de nós, podemos visitar e ver as células  com regularidade. É um laboratório já reconhecido e com  credibilidade. Juntamos assim o melhor de dois mundos, um laboratório ao lado de nossa casa e com grande solidez financeira”, conclui.
 
O jogador e a professora de educação física vivem momentos de felicidade, “é um momento muito importante nas nossas vidas. Após vários anos de namoro e o casamento, o nosso primeiro filho era o passo seguinte”, concluem.
 
 
 
 
O casal optou pelo serviço de criopreservação das células estaminais do sangue e do tecido do cordão umbilical a 25 anos, que inclui o Plano Proteção de Saúde, válido pelo mesmo período. Em caso de necessidade de utilização do sangue do cordão umbilical, a BEBÉ VIDA comparticipará com até 20 mil euros, os custos da terapia celular, de acordo com as doenças abrangidas pelo plano. O Plano Proteção de Saúde é válido para o bebé e familiares diretos (pai, mãe e irmãos) e disponibilizado imediatamente, sem burocracias.