Bebé Vida sugere 5 Dicas para um desenvolvimento infantil saudável

Escrito June 9, 2016
Categoria Press Releases
Junho de 2016
 

Ritmo, sequência, dependência vs autonomia, estimular e afeto

 

 
A Bebé Vida, banco de tecidos e células 100% português, alerta para a importância da monitorização do desenvolvimento infantil e enumera 5 dicas para facilitar o processo.
A infância é uma fase de aprendizagem de diversas competências motoras, cognitivas e sociais muito importantes para o futuro. Desta forma, são necessários uma atenção e acompanhamento redobrados no que se refere ao desenvolvimento da criança, nomeadamente aquando da realização de tarefas básicas como brincar, comer ou enquanto experimenta o ambiente que a rodeia. A monitorização do desenvolvimento infantil é uma ferramenta chave para identificar se a criança está a adquirir as competências previstas em cada etapa do desenvolvimento.
 
Para ajudar os futuros e atuais papás a promover um desenvolvimento infantil favorável, a Bebé Vida recomenda especial atenção para cinco aspectos em particular:

Ritmo
Para adquirir competências a criança tem que passar por vários passos – observar/sentir necessidade, imitar/experimentar, realizar e compreender - e em cada passo a criança precisa do seu tempo para o poder ultrapassar. Cada uma tem o seu próprio ritmo de desenvolvimento e como tal deve ser respeitado para uma eficiente aquisição das competências.

 Sequência
Os níveis de desenvolvimento são sequenciais. Cada criança deve atravessar estas etapas segundo uma sequência regular e que ocorre pela complexidade crescente das ações a realizar, o que implica uma aquisição prévia de competência simples.
 
Dependência Vs Autonomia
Neste caso, faça a pergunta a si mesmo “o risco é demasiado grande ou devo deixar o meu filho correr, explorar e eventualmente cair?”. Para a criança se desenvolver de forma saudável tem que realizar as suas experiências e vivências de forma independente e autónoma. No entanto, ter sempre em atenção o equilíbrio ente a necessidade da criança descobrir o mundo que a rodeia e ao mesmo tempo sentir-se segura de que nada de grave lhe acontecerá.
 
Estimular
O desenvolvimento da criança ocorre de acordo com o meio onde vive e os estímulos que dele recebe. Através destes e da interação com os objetos, com os outros e com o meio, a criança descobre, interpreta e compreende mundo, ao mesmo tempo que desenvolve as suas capacidades motoras, cognitivas, emocionais e sociais. A criança ao não ser estimulada ou motivada no devido momento, terá mais dificuldades na aquisição de competências adequadas à sua faixa à faixa etária.
 
Afeto
A qualidade das relações na primeira infância é a base para todo o desenvolvimento da criança enquanto ser humano e responsável pelo ganho de confiança, autoestima e consequente coragem necessária para experimentar o mundo que a rodeia. Crianças a quem não é dado um ambiente familiar afetuoso e a quem não seja dado um reforço positivo quando realizam uma tarefa, têm tendência a ser mais tímidas e inseguras. Por outro lado, as crianças a quem é dito “boa, fizeste um bom trabalho” têm tendência a ser confiantes e enfrentar desafios de forma mais autónoma.

 
   



   Sílvia Martins, Administradora da Bebé Vida, laboratório líder em criopreservação        aconselha, “O desenvolvimento de uma criança é um assunto muito delicado e    de extrema importância. É importante que os pais se mantenham atentos ao        desenvolvimento do seu filho, monitorizando-o para que não tenha                      ansiedades e receios desnecessários.”
 
   





É importante que a criança se desenvolva de forma saudável e adquira todas as competências necessárias. No entanto, convém relembrar que pequenos atrasos no desenvolvimento, além de poderem não ter significado, podem ser facilmente corrigidos por uma boa estimulação.
 
Nota: Artigo elaborado com o apoio da Dr.ª Ana Ferreirim Lopes, do “+Eu Desenvolvimento Humano”.
 
Sobre a BEBÉ VIDA
Fundado em 2004 e 100% português, o Banco de Tecidos e Células Bebé Vida é o maior Banco de criopreservação de Portugal com cerca de 2500m2, construído de raiz a pensar nos diferentes serviços na área de criopreservação. Licenciado pelo Ministério da Saúde e eleito PME Líder 2010/2011/2012/2013/2014/2015, e PME Excelência 2015 disponibiliza o serviço de criopreservação de células estaminais do sangue e do tecido do cordão umbilical de recém-nascidos. Para mais informações, consulte www.bebevida.pt ou www.facebook.com/paginabebevida.

Para mais informações, contacte:
Grupo YoungNetwork | Tel.: 217 506 050
Susana Freitas | susanafreitas@youngnetworkgroup.com