Fontes de células estaminais


As células estaminais podem ser obtidas em diversas fontes do corpo humano.

As principais fontes são:
  • corrente sanguínea (sangue periférico);
  • medula óssea;
  • mucosa nasal;
  • sangue do cordão umbilical;
  • tecido do cordão umbilical.

SANGUE DO CORDÃO UMBILICAL

As células estaminais do sangue do cordão umbilical apresentam vantagens extremamente importantes comparativamente às da medula óssea e da corrente sanguínea. Assim, o facto de ser possível guardar estas células, antes de estarmos doentes e de precisarmos delas, constitui uma verdadeira mais-valia em prol da saúde da família.

TECIDO DO CORDÃO UMBILICAL

As células mesenquimais do tecido do cordão umbilical assumem uma importância crescente devido ao seu potencial terapêutico. A sua utilização como complemento aos transplantes hematopoiéticos e os mais de 200 ensaios clínicos em curso, tornam promissor o futuro destas células.

Veja abaixo o quadro comparativo das diversas fontes e saiba quais as vantagens de guardar as células estaminais do seu bebé: ​
Local Observação
Corrente Sanguínea → Processo invasivo 
→ Risco
→ Obtenção complexa
→ Necessidade de mobilização das células estaminais com factores de crescimento
→ As células já foram expostas a doenças e agentes carcinogênicos
→ Difícil disponibilidade
→ Dependente das condições clínicas do indivíduo
Medula Óssea → Processo invasivo
→ Risco
→ Obtenção complexa
→ Requer múltiplas punções no osso ilíaco
→ As células já foram, potencialmente, expostas a doenças e agentes carcinogênicos
→ Difícil disponibilidade
→ Dependente das condições clínicas do indivíduo
Sangue do Cordão Umbilical → Método de recolha indolor e não Invasivo 
→ Ausência de Risco Cirúrgico
→ Células ainda não expostas a factores ambientais carcinogênicos
→ Disponibilidade da amostra
→ Facilidade de obtenção (a placenta e o cordão são descartados após o parto)
→ Células jovens e com grande potencial regenerativo
Tecido do Cordão Umbilical → Método de recolha indolor e não invasivo
→ Ausência de Risco para a mãe ou recém-nascido
→ Células imaturas com maior potencial
→ Grande capacidade de diferenciação e multiplicação
→ Disponibilidade da amostra
→ Ausência de Risco Cirúrgico
→ Propriedades imunomoduladoras


Saiba mais, faça download do PDF.