Obtenção e Aplicação


Utilizada em cirurgias, ortopedia, traumatologia e diabéticos.


A técnica de separação e concentração de plaquetas inicialmente começou por ser utilizada  em cirurgias odontológicas, posteriormente, foi também  estendida a outras áreas, tais como a ortopedia e traumatologia, cirurgia plástica, no tratamento de feridas, diabéticos e cirurgias cardiovasculares.
 

Técnica e Aplicação do Gel Plaquetário

Técnica
O paciente é submetido a uma colheita, dependendo da terapia, que poderá ir até aos 300 ml do sangue total por punção venosa.
O produto biológico colhido deverá chegar ao  nosso laboratório, no prazo máximo de 48 horas, contadas a partir da hora em que a colheita foi efetuada.
No laboratório Bebé Vida desenvolver-se-á, por uma equipa especializada, os procedimentos técnicos para a obtenção do gel plaquetário.
O manuseamento do sangue é feito em salas especiais, em ambiente controlado de forma a evitar contaminações.

Realizados os procedimentos laboratoriais , bem como o estudo analítico, obtém-se o “CONCENTRADO PLAQUETÁRIO PARA USO TÓPICO AUTÓLOGO”
Este será congelado em temperatura protocolada e, após activação, estará pronto a ser utilizado.
Aplicação do gel plaquetário
A quantidade de gel plaquetário a utilizar é variável conforme a indicação terapêutica e a extensão da lesão:
  • âmbito cirúrgico (cirurgia ortopédica): aplicações únicas
  • âmbito médico: várias aplicações com produto congelado. Em caso de tratamento crónico de lesões ulceradas sugere-se iniciar as aplicações com 4-8 ml de gel plaquetário duas vezes/semana, no primeiro mês, para passar depois a uma aplicação semanal até à cura e de acordo com a disponibilidade do produto.
Considera-se como dose terapêutica mínima o valor de 1x106 plaquetas/uL de gel plaquetário.