BebéVida renova o apoio à Associação Stand4Good para atribuição de uma bolsa universitária

A BebéVida acaba de renovar a sua parceria com a Associação Stand4Good através da atribuição de uma nova bolsa a um estudante da Universidade do Porto. De acordo com o relatório da OCDE (Education at a Glance, 2019), os jovens entre os 25 e 34 anos que não concluíram o ensino secundário têm uma taxa de desemprego duas vezes superior (14%) face aos jovens com formação superior (6%) e ganham menos 38% 1 .

Pelo segundo ano consecutivo, a BebéVida colabora com a Stand4Good, atribuindo uma bolsa universitária para o próximo ano letivo. Desde 2020 que a BebéVida mantém uma relação de parceria com este projeto, que visa apoiar estudantes em situação de carência económica que não são abrangidos pelas bolsas de ação social.

O apoio abrange os três eixos de intervenção: Learn4Good, através de bolsas de estudo; Work4Good, mediante a realização de um estágio na BebéVida, por parte do estudante que usufrui da bolsa; e Mentor4Good, com um programa de mentoring conduzido por João Sousa, diretor de qualidade da BebéVida. Neste momento, o Mentor4Good está a decorrer com um estudante que integra o 4.º ano da licenciatura em Ciências Farmacêuticas na Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto.

A pandemia da covid-19 veio acentuar as desigualdades e dificuldades financeiras já existentes de muitas famílias, com impacto na vida de muitos jovens universitários, que por vezes não têm outra opção a não ser congelar a matrícula ou mesmo abandonar o ensino superior. Defendendo a igualdade de oportunidades para todos, a Stand4Good nasceu com o propósito de apoiar estudantes que, apesar de viverem em situação de comprovada carência económica, não são abrangidos pelas bolsas de ação social. O projeto acompanha alunos ao longo de todo o ano letivo, procurando desenvolver competências-chave e promover a empregabilidade jovem, com o intuito de quebrar o ciclo de pobreza e exclusão social.