Menino com Talassemia Maior é tratado com Células Estaminais

Mojtaba nasceu em 2005, após uma gravidez sem incidentes, sendo o primeiro filho de uma família do Irão. Durante os primeiros três meses parecia ser um bebé saudável, mas adoeceu repentinamente. O pediatra diagnosticou-lhe Talassemia Maior.

Para encontrar um tratamento para Mojtaba, os pais do menino dirigiram-se ao Hospital Shariati (na capital Teerão) para encontrar células estaminais adequadas para transplante. Infelizmente, não foi encontrada nenhuma compatibilidade de medula óssea entre familiares nem num banco público. No entanto, enquanto Mojtaba estava a ser submetido a supervisão e tratamento médico, em 2007,  a mãe engravidou novamente.

Seguindo a sugestão dos médicos, os pais recolheram o sangue do cordão umbilical da sua irmã recém-nascida Fatemeh Zahra, que foi enviado para o Royan Stem Cell Technology Company para ser processado e criopreservado. Foi depois submetido a testes genéticos e à tipagem HLA. Infelizmente, não mostrou compatibilidade suficente com Mojtaba para que se realizasse um transplante. Os pais acabaram por doar o sangue do cordão umbilical da menina à Royan para fins de investigação ou transplante.

O tempo passou e Mojtaba foi sobrevivendo com a doença, mas os pais do menino mantiveram-se esperançosos de que um irmão pudesse curá-lo. Em 2016, a segunda filha do casal, Tahoura, nasceu e as células estaminais do seu cordão umbilical foram também guardadas. Desta vez a tipagem HLA de Tahoura coincidiu em 10/10 com as do seu irmão.

Finalmente, no início do ano 2017, Mojtaba recebeu um transplante das células estaminais da sua irmã Tahoura e estas foram aceites sem efeitos secundários negativos. Hoje, em 2021, Mojtaba segue uma vida normal após o transplante em plena saúde e já não é considerado uma pessoa doente.

O que é Talassemia?

A Talassemia é uma doença genética do sangue em que o corpo não produz adequadamente uma proteína chamada hemoglobina. Os glóbulos vermelhos dependem da hemoglobina para transportar oxigénio. Sem hemoglobina normal suficiente, os doentes são cronicamente anémicos. Os seus sintomas incluem fadiga, fraqueza, palidez, e crescimento lento. Num estado de anemia grave, poderá ser fatal.

Existem diferentes tipos de Talassemia, chamada Alfa e Beta, dependendo do que está errado com a hemoglobina; Menor e Maior, dependendo se uma pessoa tem um gene defeituoso para produzir hemoglobina ou se ambos são defeituosos. As pessoas que têm apenas um gene defeituoso muitas vezes não apresentam sintomas.

A talassemia é uma desordem hereditária. Em algumas partes do mundo, incluindo o Médio Oriente, muitas pessoas transportam um gene para a Talassemia. Quando uma criança herda esse gene de ambos os pais, a criança terá Talassemia Maior. Antes de Mojtaba ter sido diagnosticada, nenhum dos seus pais tinha conhecimento de que transportava a característica genética da Talassemia.

Quer saber mais sobre Células Estaminais?