Resultados do ensaio clínico de fase III, da aplicação clínica de células estaminais hematopoiéticas expandidas através da molécula Omidubicel

O sangue do cordão umbilical é uma fonte de células estaminais hematopoiéticas alternativa à medula óssea e ao sangue periférico mobilizado para transplante. Contudo, e apesar das inúmeras vantagens em relação às restantes fontes de células estaminais, o sangue do cordão tem muitas vezes a condicionante da limitação da amostra, ou seja, um número de células estaminais nem sempre suficientes para o peso do paciente.

A empresa Gamida Cell, à semelhança de outras empresas da área da biotecnologia, tem vindo a investir grande parte dos seus recursos no desenvolvimento de uma molécula que permita expandir as células estaminais hematopoiéticas do sangue do cordão para, dessa forma, resolver a limitação de algumas amostras de sangue do cordão.

Em Março de 2021 trouxe a público os resultados do ensaio clínico de fase III, com esta nova molécula – Omidubicel (anteriormente apelidada de Nicord) onde se compararam os resultados do transplante de 52  pacientes com a ajuda da Omidubicel,  com o transplante de 56 pacientes pela procedimento standard.

Os resultados permitiram concluir que o tempo de recuperação hematológica no primeiro grupo foi significativamente reduzido em relação ao segundo. Consequentemente, reduziu-se as infecções com o tempo de hospitalização.

Face aos resultados, a empresa Gamida Cell irá submeter ao FDA a aprovação do seu novo produto para que esteja disponível no mercado o mais rápido possível. Como resultado do sucesso deste ensaio clínico, a Gamida Cell duplicou a sua cotação de mercado em poucos meses.

Quer saber mais sobre Células Estaminais?