Vanessa Oliveira

“Para mim e para o meu marido, a saúde, felicidade e segurança dos nossos filhos vem, completamente, em primeiro lugar.
E esse primeiro lugar vem completamente distanciado da segunda ou terceira posição. Acho que isto é assim com todos os pais.
Deste modo, e tal como foi condição no nascimento do André, nesta segunda gestação, não fazia sentido pensar em não guardar as células da menina.Nunca saberemos o dia de amanhã e, se fazemos tudo o que está ao nosso alcance para que os nossos filhos vivam “felizes para sempre”, na saúde é exatamente o mesmo.

Espero nunca ter que ligar para a Bebévida para pedir uma amostra de nenhum deles, mas se for o caso, sei bem com o que posso contar.”